“Menina tola! É isso que considera de importância nesse mundo? Ficar linda?”
O menino do pijama listrado. Canteios    (via revitou)

“E se os pingos da chuva for as lágrimas de dor das pessoas do mundo inteiro?”
 A Escritora de Bar.  (via revitou)


“Eu sou sim a pessoa que some, que surta, que vai embora, que aparece do nada, que fica porque quer, que odeia a falta de oxigênio das obrigações, que encurta uma conversa besta, que estende um bom drama, que diz o que ninguém espera e salva uma noite, que estraga uma semana só pelo prazer de ser má e tirar as correntes da cobrança do meu peito. Que acha todo mundo meio feio, meio bobo, meio burro, meio perdido, meio sem alma, meio de plástico, meia bomba. E espera impaciente ser salva por uma metade meio interessante que me tire finalmente essa sensação de perna manca quando ando sozinha por aí, maldizendo a tudo e a todos.”
Tati Bernardi. (via invertid0)

“Metade de mim, sou eu. E a outra metade… também! Acredita que depois de tanto drama, tanta dor de cabeça, tanta preocupação, tanta insônia, tanta neurose e ciúme eu passei a me valorizar mais? Pois é, a gente começa a se valorizar e vê que merece coisa muito melhor. Eu poderia ter sido você, mas por fim escolhi ser eu. E olha, vou te contar um segredo: eu me amo muito mais do que você me amava.”
Alugue felicidade. (via o-teimoso)

“Eu me apaixonei pelos seus detalhes absurdamente encantadores, pela sua fala mansa e pela sua risada desastrada. Eu me apaixonei pelo som bom que o “nós” tem.”
Sobre ele.   (via romanceais)

“Eu te quero, sempre quis e vou querer. Quero você por inteiro, da cabeça aos pés, com manias, com as qualidades e também com os defeitos, porque sei que ninguém é perfeito. Quero você de dia, de madrugada. Quero você quente ou frio. Quero os seus braços que se entrelaçam aos meus e me abraçando, fazendo-me sentir seguro.Quero seus beijos, os mais doces e ardentes. Quero suas mãos percorrendo meu corpo, me acariciando e me tocando. Quero você na sala, na cozinha, no jardim, na cama, na mesa, no chão. Quero você na primavera, no outono, no verão, no inverno. Quero você hoje, nas terças-feiras, nas quartas também, e em todos os outros dias da semana. Quero você faça chuva, faça sol. Quero você nos melhores dias e nos piores também. Quero você em todos os sentidos, só pra mim, apenas pra mim.”
Effectum.   (via romanceais)

“Mas quando eu estou com você é diferente, não sei explicar, é uma felicidade tamanha que chega a faltar espaço no peito, e um amor que falta transbordar de tão grande. Você me faz bem, e toda vez que te olho sei que estou diante da melhor coisa que aconteceu na minha vida, da razão do meu sorriso e mais belos sonhos.”
Aventurador.  (via romanceais)

“Eu não quero outro sorriso, outro riso, muito menos outro olhar que me contemple. Eu não quero outro colo, outro carinho, nem outro abraço que me acolhe e me protege de toda maldade do mundo. Eu não quero outro beijo, outro cheiro, nem outros dedos entrelaçando os meus. Eu não quero outro amor, além do seu. Eu não quero outro alguém, além de você.”
Desconhecido.   (via romanceais)

“A lagarta se esqueceu de virar borboleta, a cigarra resolveu juntar comida pro inverno, o coelho desistiu de protestar contra sua figura na páscoa, as folhas resolveram cair no inverno, as flores a desabrochar no verão, o brigadeiro resolveu ficar amargo, o beijinho resolveu virar abraço, o cravo fez as pazes com a rosa, a ciranda não quer mais cirandar, o amor resolveu descansar, as rosas decidiram que querem ser chamadas de azuis, a AIDS resolveu dar uma trégua, o sexo virou desprazer, o chá quis virar café, o café revoltado, evaporou e sumiu, a música começou a se compor sozinha, o orvalho secou e morreu, risada virou carnificina, o pão virou raridade, a lágrima virou felicidade. O ser humano? Se esqueceu de viver, não quis mudar, ficou vegetando, na mesma de sempre e explodiu.”
Anarquismos.  (via bom-garoto)